Seguidores

03/05/2011

Sistema de numeração sexagesimal

Os mesopotâmios utilizavam um sistema de numeração sexagesimal, ou seja, de base sessenta. Eles representavam os números através de sua escrita cuneiforme (baseada em caracteres em forma de cunha): uma cunha na vertical representava o número um, que podia ser repetido até nove vezes e uma cunha na horizontal representava o número dez, que podia ser repetido somente até cinco vezes. Por esse sistema podia-se escrever qualquer número até cinqüenta e nove. O número sessenta, curiosamente, era representado exatamente como o número um: por uma cunha na vertical. Para se representar números a partir de sessenta, escrevia-se a cunha vertical e após um pequeno espaço, escrevia-se a quantia que faltava. O sistema de numeração de base sessenta tem uma origem mais complexa se comparada com outros sistemas de numeração. Existe a hipótese de que esse sistema começou a ser utilizado por povos que utilizavam a base dez e se juntaram com povos que utilizavam a base seis. Entretanto, a hipótese mais provável é que esse sistema tem sua origem ligada à desenvolvida ciência dos mesopotâmios o número sessenta estaria ligado ao número de dias de um ano (o ano do calendário mesopotâmio continha 360 dias). Essa hipótese também pode explicar por que os graus da circunferência são ao todo, 360. Os mesopotâmios consideravam o ano como um ciclo e como eles dividiam esse ciclo em 360 partes, também acharam por bem dividir a circunferência em 360 graus.
Observe os símbolos utilizados pelos mesopotâmios:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

CURVAS PLANAS ESPECIAIS ( Click na figura )

Sólidos de Arquimedes ( Click na figura )

Sólidos de Catalan ( Click na figura )

SOFTWARES E Blá-Blá

BLOGS